Pedido de Música

Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Reality show de baixo orçamento conquista fãs pela loucura e honestidade - Nativa FM Campinas 89.3

Reality show de baixo orçamento conquista fãs pela loucura e honestidade

<iframe src=”https://anchor.fm/nativa-fm-campinas/embed/episodes/Reality-show-de-baixo-oramento-conquista-fs-pela-loucura-e-honestidade-e12h5bj” height=”102px” width=”300px” frameborder=”0″ scrolling=”no”></iframe>

 

Mergulhar no universo do New Face Reality Brasil é como adentrar a décima quinta camada da internet profunda. O programa, exibido pelo canal TV The Papo, é um reality show nos moldes de BBB e “A Fazenda”, mas com um terço de orçamento — e o dobro de insanidade necessária para fazer acontecer um programa transmitido 24 horas por dia pelo YouTube, exibindo pessoas confinadas dentro de um galpão de eventos, em uma cidade do interior do Paraná.

O programa começou em 10 de maio com 21 participantes de perfis anônimos e famosos, que vão de personal trainers e tequileiras a aspirantes a influencers. Hulk Magrelo, assistente de palco do programa “Legendários”, é o mais famoso. Quem ganhar a competição leva para casa o título de “ex-New Face”, além de uma moto de R$ 6 mil, um pacote de viagem para Cancún e outro no valor de R$ 5 mil para qualquer destino no Brasil.

As regras são (mais ou menos) simples, mas o jogo é um caos: muita discussão, litros de choro e bastante entra-e-sai. Ao longo do mês, novos participantes foram entrando na casa. Toda semana, são eliminadas de três a cinco pessoas — as mais votadas pelos espectadores. “Depende da dinâmica do jogo”, explica Rogério Rocha, 32, estudante de jornalismo e, atualmente, idealizador, diretor, contador e apresentador do New Face. Rocha diz que se inspirou nas regras do xadrez: criou as figuras de Rei e Rainha da casa para quem vence a prova de resistência e o Cavalo de Troia, que pode imunizar ou indicar alguém para a eliminação, chamada de Xeque-Mate.

Sem patrocínio de marcas conhecidas, orçamento milionário, edição cinematográfica, construção de arcos de personagens ou exército de internautas engajados nas votações, o programa é um terreno fértil para momentos francos e honestos. Na eliminação do dia 31 de maio, por exemplo, a participante Mirelli Ferraciolli dispensou, ao vivo, os avanços românticos do Hulk cantando a música “Como é grande o meu amor por você”. Do nada. Beijo gay?

Na primeira festa, dois participantes arremessaram garrafas um no outro e foram expulsos no dia seguinte. Em dado momento da transmissão ao vivo, um participante perguntou a um companheiro de isolamento, na lata: “Você toma Gardenal?”

Apesar da espontaneidade capturada pelas doze câmeras espalhadas pelo galpão, Rocha diz que seu programa não é bagunça. O contrato prevê expulsão por agressões e comentários preconceituosos. Palavrões são tolerados, mas rendem puxões de orelha. Romance e intrigas “Rola muita briguinha lá dentro, sabe? Por pouca coisa a gente já discutia. Também rola muita fofoca e paquera também, né?”, relata Déborah Furacão, dançarina e tequileira que passou 16 dias na casa. Nascida em Nova Odessa (SP), Furacão conta que sua boa forma veio como uma maneira de superar um quadro de depressão profunda, causado por um relacionamento abusivo. “Quase morri, mas dei a volta por cima e hoje sou a Débora.

Foram dias intensos em Ubiratã, afirma a tequileira, que também ostenta o título de Top 3 na categoria Thong Angel da competição de fisiculturismo Brasil Fitness Show. No decorrer das duas semanas, Déborah formou um casal com o modelo Leonardo Batista e foi acusada de manipuladora pela participante Rayanne Costa, também eliminada. “A cobra da Rayanne”, devolve a tequileira. Agora, sua esperança é ser escolhida na repescagem do New Face para terminar o que começou — e ficar com Leo. “Era uma coisa muito intensa. Ele era a cabeça e eu era o corpo”, relembra.

Dormimos pouco” Fã de carteirinha de programas do gênero, em 2020 Rocha começou a colocar no papel o sonho de criar um reality com sua cara. Nascido em Ubiratã, cidade a 546,6 km de Curitiba, decidiu, com a cara e a coragem, criar do zero um programa. Seria transmitido pelo canal online TV The Papo, onde ele vinha trabalhando como apresentador nos últimos três anos.

Formado em administração de empresas, Rocha armou uma equipe de cinco pessoas para transformar o reality em realidade no início de 2021. Não demorou para o idealizador perceber que o projeto era mais difícil do que o previsto. Até agora, Rocha diz ter investido mais de 60 mil reais no programa. “Ao longo da transmissão, algumas marcas começaram a querer nos patrocinar”, comenta. Nos intervalos do New Face, os espectadores assistem a propagandas de comércios locais do interior do Paraná, como concessionárias, hotéis-fazenda, sorveterias e até empresas que vendem extintores de incêndio.

Apesar de o programa já ter conquistado alguns patrocinadores, o trabalho não diminuiu. “Dormimos pouco”, conta Rocha. De acordo com ele, um escritório foi montado ao lado do galpão para servir como núcleo de edição e direção. “Quem dorme menos é o responsável pela edição”. Além disso, como se carregar um reality show artesanal nas costas por um período de 40 a 50 dias não fosse complicado o suficiente, há outra questão: a cidade de Ubiratã foi consideravelmente impactada pela covid-19. “Tá fora de controle”, sintetiza. Desde 2020, o município com pouco mais de 20 mil habitantes registrou mais de mil casos confirmados de covid-19 e 43 óbitos. No abre e fecha da cidade, Rocha teve …

FONTE:UOL

Deixe seu comentário:

© Direitos reservados - Nativa FM Campinas 89.3 - Grupo Bandeirantes de Comunicação