Pedido de Música

Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Quem me liga? Como ligações telefônicas de robôs se tornaram um problema mundial - Nativa FM Campinas 89.3

Quem me liga? Como ligações telefônicas de robôs se tornaram um problema mundial

celular toca, a tela mostra um número estranho e a voz do outro lado reproduz uma mensagem automática, é assumida por algum atendente de telemarketing ou simplesmente dá lugar a um toque de que a ligação caiu.

É bem possível que você faça parte das milhões de pessoas que em todo o mundo que já receberam – ou, na pior das hipóteses, ainda recebe cotidianamente – ligações do tipo, que em outras línguas já até ganharam um vocábulo próprio. Em inglês, por exemplo, são as “robocalls” e em espanhol, “robollamadas” – em português, seria algo como “robochamadas”.

A definição das robochamadas varia, mas em geral estas incluem a incorporação de tecnologias da telecomunicação impulsionadas em anos recentes – como “autodialers”, ferramentas físicas ou softwares que disparam ligações para múltiplas linhas simultaneamente; a tecnologia VoIP (abreviação para “Voz sobre IP”), que permite telefonar através da internet; os chamados “spoofers”, que alteram ou escondem os números telefônicos que aparecem no identificador de chamadas; e ainda mensagens pré-gravadas.

Não há dados oficiais e mundiais consolidados sobre este fenômeno recente. Mas quem trabalha com o tema – de órgãos de defesa do consumidor a empresas de tecnologia – garante: o Brasil, ao lado de países como Índia e Estados Unidos, é um dos lugares no planeta que mais abriga ligações do tipo.

País assume a liderança em ranking de aplicativo

O Truecaller é um aplicativo de celular que identifica e registra ligações – e, com estes recursos, faz relatórios mundias sobre chamadas classificadas como “spam” por usuários e automaticamente pelo app. Estas chamadas incluem ligações indesejadas de telemarketing, trotes e golpes.

No levantamento mundial mais recente, relativo ao ano de 2018 (período de janeiro a outubro), o Brasil apareceu em primeiro lugar no número de chamadas spam recebidas por usuário – 37,5 por mês, um aumento de 81% em relação ao mesmo período de 2017.

Assim, o Brasil tirou a liderança do ano anterior da Índia – quando Brasil e EUA ficaram empatados no segundo lugar.

Segundo a empresa, o Truecaller tem 300 milhões de usuários no mundo – 3,3 milhões no Brasil.

De acordo com um comunicado do aplicativo, o Brasil representou uma guinada da tendência em sua região: “As ligações spam e de golpes estão aumentando globalmente, e a América Latina, graças à rápida incorporação da tecnologia móvel, é um exemplo desse fenômeno”.

“Notamos também que as chamadas de spam no Brasil têm uma característica muito particular: uma das ofertas mais frequentes é de operadoras de telefonia”, acrescenta a empresa.

provenientes de serviços financeiros.

É um quadro diferente, por exemplo, do Reino Unido, onde a prevalência é de chamadas referentes a seguros e “incômodos”; dos EUA, em que as categorias mais prevalentes são as dos seguros e motivadas por cobranças de dívidas; ou ainda o Canadá, que teve quase 70% das chamadas classificadas como golpes.

Por outro lado, têm predominância de chamadas de operadoras de telecomunicação e telemarketing, como o Brasil, países como Índia, Espanha e Itália.

“Empresas de telemarketing, obviamente, têm uma estratégia clara para gerar receita ao buscar novos clientes em escala”, escreveu por e-mail à BBC News Brasil Nick Larsson, diretor na Truecaller.

A BBC News Brasil pediu uma entrevista com representantes das quatro operadoras de telefonia móvel do país – Claro, Oi, Tim e Vivo – sobre o tema, mas nenhuma atendeu à solicitação. Todas preferiram se pronunciar atráves do Sinditelebrasil (Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviços Móvel Celular e Pessoal), entidade patronal, segundo a qual “as operadoras se utilizam de canais digitais, incluindo telemensagens em ações pontuais”.

No final de março, após reunião com a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), o órgão anunciou que empresas do setor apresentarão, em seis meses, um código de conduta para o uso do telemarketing, inibindo “possível prática abusiva e invasiva” e refinando “modelos de abordagem aos consumidores, ajustando horários, frequência de ligações e outros itens necessários”.

Fonte: BBC (texto copiado na íntegra)

Deixe seu comentário:

CURTA NO FACE!

DÁ UMA OLHADA NO NOSSO INSTA

  • Comece a semana bem informado  NO AR Revista Nativa
  • Dia 27 a Nativa embarca com voc para So Paulo!!!
  • Boraaaaa esquentar essa tarde nativa Com a sua participao pelo
  • Quer levar R 200 em vale compras na rede Pague
  • Cantar a gente no canta mas foto de capa de
  • LUTO!!! Morre o jornalista esportivo Juarez Soares Um dos grandes
© Direitos reservados - Nativa FM Campinas 89.3 - Grupo Bandeirantes de Comunicação